FAT - Seminário aborda nova concessão da Companhia de Saneamento de Alagoas (CASAL) e o impacto no Estado
Aguarde. Carregando informações.

http://www.fat-al.edu.br

Seminário aborda nova concessão da Companhia de Saneamento de Alagoas (CASAL) e o impacto no Estado


No período de 3 a 5 de dezembro o Centro Universitário Mario Pontes Jucá promoveu o seminário “Caminhos para Universalização dos Serviços de Água e Esgoto em Alagoas”, por meio da plataforma PESCA (umj.edu.br/pesca). O evento abordou também a implementação do novo marco Legal do Saneamento Básico, Lei nº 14.026/2020. “Todo o evento buscou esclarecer dúvidas para a população sobre a implementação, já que educação ambiental é peça primordial para o sucesso da universalização do saneamento básico” destaca Pedro Jucá, um dos organizadores do evento.

A mesa-redonda “Gestão dos Recursos Hídricos” foi o que iniciou o período de discussões, essa em especial abordou também os instrumentos de gestão previstos na Lei 5.965/97 com ênfase nos Planos Diretores de Recursos Hídricos por Bacia Hidrográfica e na Outorga de Direito de Uso da Água. “A água é um bem finito, portanto, a gestão da água é fator fundamental para a sustentabilidade ambiental e em consequência da vida humana. A sociedade precisa conhecer e participar do processo de gestão, a qual está prevista em Lei. Quanto aos acadêmicos, estes serão os profissionais do futuro que estarão à frente do processo de gerir os recursos hídricos. Isto é imprescindível para que tenhamos uma oferta de água adequada às necessidades da sociedade e de forma equilibrada: sustentável” comenta o mestre em Engenharia de Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental e participante da mesa-redonda, Alex Gama.

O seminário reuniu grandes nomes da área como o engenheiro civil, Luiz Cavalcante, pós-graduando em Direito Administrativo e Constitucional; do especialista em Gerenciamento na Construção Civil, Roberto Monteiro; da especialista em Finanças, Controladoria e Auditoria, Ângela Lins; do consultor em Segurança do Trabalho, José Hélio Barbosa; do mestre em Engenharia Civil, Pedro Henrique Jucá; dos mestres em Recursos Hídricos e Saneamento, Álvaro José Menezes da Costa, Dênis Costa e Paulo Fernando Araújo; da especialista em Recursos Hídricos, Nélia Henriques; do engenheiros civis, Carlos Roberto Moura, Paulo Fernando Araújo e Alex Gama; e do doutor em Engenharia Hidráulica e Saneamento, Eduardo Lucena Cavalcante. “Em minha participação falei sobre o histórico do saneamento básico, dados da pesquisa do IBGE sobre o abastecimento de água e esgotamento sanitário, também abordei sobre a importância dos planos municipais de saneamento básico. Toda essa discussão é um marco para popularizar e tornar o assunto mais entendível a todos”, comenta Eduardo Lucena Cavalcante.

Sistema Acadêmico

Acessar